12 de março de 2008

Sempre a Subir as Escadas da Inquietação

Dias de fel. Língua bífida das horas.
A masmorra do ciúme é uma doença
em que te enlevas. Destroças o sorriso
aos eternos condenados. És miséria num
caudaloso leito de esperanças. Não te quero
ver mais, rota da desilusão. Prefiro a acidez
dos caminhos enviesados. Gravilha insalubre
na curva apertada do desejo. Perigos vários ao
te encontrar na berma da estrada. Projectas dor
num semicerrar de lábios de comiseração. Já não
posso aceitar as fundas escadas do teu abismo solitário!

3 Comments:

Blogger Afectos usou da palavra

Bem vindo a quem se faz desejar.{}de incentivo a que continues com maior frequência porque tens entre os dedos as palavras que te falam...

12 março, 2008 20:52  
Blogger odeusdamaquina usou da palavra

E tu os afectos de quem se apega às mesmíssimas palavras com sal na língua. Língua Portuguesa maltratada, agora com acordos espúrios. Não! Nunca me lerão a escrever ação e ator e esses brasileirismos tolos. Afinal quem é mais antigo? Nós ou os outros?

13 março, 2008 19:39  
Blogger mAmAdA_mAn usou da palavra

noites de inquisição :)

sempre grandiosos poemas

17 março, 2008 18:00  

Enviar um comentário

<< Home