26 de fevereiro de 2008

Partir

É o tempo do silêncio, da brisa plácida.
Há frémitos de luz no ar e uma nova vaga
de estórias por acontecer. Há trabalho em
demasia. Reunir o aparato da mente. Ficar
enlevado nos braços de uma mulher. Munir
de armas e bagagens as prisões do olhar.
Ficar por aqui e partir de novo. O viandante
encontra-se de novo a sós com o universo.

1 Comments:

Blogger Afectos usou da palavra

Apetece-me sempre voltar :)

27 fevereiro, 2008 09:59  

Enviar um comentário

<< Home