3 de outubro de 2007

Teatro na Península de Setúbal

Como a nova temporada está a começar, volto novamente ao teatro, após ontem ter falado das Companhias de Cascais e Sintra. Hoje passamos o tejo, pela ponte ou de barco e aportamos a Almada, um Concelho com imensas companhias, graças tudo à importância do Festival de Almada, organizado há mais de 20 anos pela Companhia de Teatro de Almada (ex- Teatro de Campolide, em 1971). Depois de estarem em Lisboa, decidiram-se mudar para a margem sul do tejo, em 1978, com o desejo de uma descentralização teatral numa terra operária e sequiosa de eventos culturais. A CTA, fundada por Joaquim Benite e ainda hoje o seu Director Artístico e Encenador, é uma importante companhia, agora com novas instalações (o belíssimo Teatro Municipal de Almada), que tem desenvolvido um repertório universal, indo do clássico ao contemporâneo, do mais popular ao mais "underground". Vale apena ir a Almada ver o novo espaço de Teatro, um dos mais bem equipados do país e projectado pelos Arquitectos Manuel Graça Dias e Egas José Vieira, em que o 1º colabora regularmente na cenografia dos espectáculos da CTA. Ou seja, houve um cuidado com a acústica e uma construção pensada para fazer teatro com as melhores condições. Mas também vale a pena ver a Companhia, o seu rigor no fazer teatral e em Julho (de 4 a 18) não perder o Festival Internacional de Teatro de Almada, o mais importante festival de teatro em Portugal, não só pelas Companhias que traz (da Argentina, Chile, Brasil, México, Angola, Tunísia, África do Sul, mas também de toda a Europa), mas pela reunião de um grande número de pessoas que vivem e vibram com o teatro. Depois, há encontros com os artistas, encenadores, críticos, técnicos, uma panóplia de eventos associados que se torna imperdível. Consultem o site http://www.cta.pt/ para saberem mais. De referir ainda os nomes de António Assunção (Duarte e Companhia da TV) e Canto e Castro (grande actor de teatro e de muitas séries, filmes e novelas), já falecidos, mas que fizeram parte da CTA.
(na foto: Joaquim Benite)
Descendo um pouco no mapa, chegamos a Setúbal, ao TAS - Teatro de Animação de Setúbal, uma companhia que teve grandes nomes do teatro (e da televisão), infelizmente já falecidos. Falo-vos do Carlos César, grande impulsionador da Companhia, Director e Encenador até à sua morte, mas também de António Assunção (que posteriormente pertenceu ao Teatro de Almada), Carlos Daniel (depois actor do Teatro Nacional). O TAS foi criado em 1975, nascendo para mostrar teatro popular, para a infância e os clássicos à população em geral. O site da Companhia é http://www.tas.pt/ e lá podem encontrar todo o historial. Mais um grupo importante que fez a descentralização num distrito sempre carenciado, com o desemprego, o fecho de fábricas, mas com uma curiosidade cultural que sempre foi ávida. Após o 25 de Abril, Setúbal, Almada, Barreiro, Seixal, Moita, Palmela, foram palco de muita cultura operária, de muita música (lembre-se que José Afonso vivia em Setúbal por esta altura, além de outros artistas), de muitas noites de verão à volta da fogueira (lembro-me na Costa de Caparica e junto às praias), um associativismo em grande escala (Almada, Barreiro, Seixal, Setúbal), que transformaram estas populações com mais sensibilidade para a cultura. Nota-se nestes dois grupos, uma vertente política bastante grande (influências de Brecht), maioritariamente ligados a concelhos pertencentes ao PCP, o que ainda hoje se verifica.
Para amanhã fica o Teatro O Bando, de Palmela, merecendo um destaque isolado, por ser uma companhia diferente, que muito aprecio.

3 Comments:

Blogger Joana Dalila Santos usou da palavra

Muito bem

03 outubro, 2007 18:53  
Blogger Ariel Sharon Tate usou da palavra

É a capital do Madagáscar. E não fui ao gluglu. Ainda conservo algumas das minhas qualidades de antanho. Estão na arca salgadeira, à antiga.

(Aribel Sharona Teta, actriz porno trissexual venezuelana, - homem, senhora e criança como nos prontos-a-vestir - orgasmos teatrais por encomenda)

Oh (Tracy) Lord(s), have Mercy!

Merci!
Quando é que nos Besiktas?

04 outubro, 2007 13:42  
Blogger odeusdamaquina usou da palavra

Só Besikto-te a partir dos 92 minutos (ou 90+2) de actuação por encomenda! Há que Mandadescascar a geografia orogénica e alpina. Na Salgada arca dos títeres de antanho
Inté.
Agora vou passear a Donetsk. Vou Shaktear os amigos do sul, Barreiro incluído! O Vladivostok vai ficar roído de inveja!!!

04 outubro, 2007 18:21  

Enviar um comentário

<< Home