27 de março de 2007

Teatro Regional da Serra do Montemuro

Já que estamos no Dia Mundial do Teatro, vale a pena continuarmos este périplo nacional pelas Companhias de Teatro fora dos grandes centros urbanos. E esta Companhia, o TRSM é um excelente exemplo de teatro feito no mundo rural, do mundo rural e para o mundo inteiro, como eles afirmam desde o início. Uma Companhia sedeada em Campo Benfeito, uma aldeia perdida na Serra do Montemuro com 60 habitantes, no Concelho de Castro Daire, Distrito de Viseu.

Desde 1992 que existem, com a presença de uma pessoa muito importante: Graeme Pulleyn, um Inglês que veio estagiar para Portugal, para a Serra, fazendo Animação Cultural que depressa se apaixonou por aquelas pessoas e de cá não saiu mais. Depois de 3 anos de amadorismo e muita aprendizagem, nasce em 1995 o TRSM com um espectáculo ainda hoje importante para a afirmação de um novo teatro em Portugal, de origem e temáticas rurais.
Com "Lobo-Wolf", de Abel Neves e Therese Collins um espectáculo bilingue (Graeme Pulleyn e Eduardo Correia), o TRSM afirmou-se no contexto nacional, com uma dose de surpresa, de inovação, de regresso às raízes. Fizeram enorme sucesso em Lisboa (Lembro-me as sessões esgotadas na Comuna, Culturgest) e em inúmeros festivais de teatro pelo país, além da gravação do espectáculo para a RTP.
Nesse ano de 1995 o Ministério da Cultura atribui-lhes pela 1ª vez um apoio monetário, que até hoje têm vindo a receber e a consolidar.
Depois disso, um trabalho de itinerância enorme, protocolos com muitas câmaras deste país, muita vontade de trabalhar e apresentar espectáculos.
Destaco o "Festival Altitudes"que desde 1998 se realiza na Aldeia de Campo Benfeito, com a presença de grandes companhias nacionais, organizado pelo TRSM com muita vontade e que atrai muitos emigrantes, estrangeiros e gente do teatro do país inteiro, em pleno mês de Agosto.
São muitos os espectáculos que eu já vi desta Companhia, que faz parte da minha vida, pois já fiz parte da equipa, ao trabalhar em 2003 na Produção Artística e na Organização do Festival Altitudes desse ano.
Destaco alguns espectáculos, que podem e devem ver no site da companhia em http://www.teatrodomontemuro.com/ e no seu blogue http://www.lobosnofojo.blogspot.com/

- Lobo/Wolf
- El Gringo
- Pizza
- A Caminho do Oeste
- Bodas de Cândida
- Alminhas
- O Canto da Cepa (Com alunos da Escola Secundária de Lamego, sobre as vindimas do Douro)
- Fénix e Kota-Kota (Com a presença de muitos actores amadores da aldeia)
- A Grande Aventura (espectáculo de rua)
- Eira dos Cães (uma singular adaptação à serra do "Macbeth" de Shakespeare)
- Carrada de Bestas (espectáculo de rua)
- Sucata Sisters (onde o confronto do caótico mundo urbano entronca com a vivência rural)
- Qaribó (espectáculo infantil de grande magia)

Se posso destacar algumas coisas, revelo apenas a atitude profissionalíssima de todos, um trabalho de grande inovação ao nível dos Cenários e Figurinos, e uma dramaturgia que aponta muito ao mundo do sonho, da magia e sempre o confronto entre a realidade rural e a descoberta da vivência urbana com todas as suas inquitetações. De registar sempre o trabalho com dramaturgos influentes, como Abel Neves e muitos nomes estrangeiros, que contribuem para o lado singelo da Companhia. Bom Teatro, vejam quando puderem, o TRSM.
As Carrinhas deles andam frequentemente pelas estradas do nosso país!

3 Comments:

Blogger mao morto usou da palavra

Um grupo com A(l)titude!

E um comentáriopiadola.

28 março, 2007 22:09  
Blogger odeusdamaquina usou da palavra

É sempre um comentário piadola!
Já estou habituado!
Continua assim, que é assim que nós gostamos!
E quem gosta, corre sem se cansar!
Ou será Não se cansa a correr!

Estes gajos são o verdadeiro prémio de montanha de 1ª categoria!
Subir a Altitudes elevadas e apanhar o vento de frente, mas alcançar sempre a meta!

29 março, 2007 00:46  
Blogger mao morto usou da palavra

Slogan para o TRSM:

Carrinhas com arte dentro!

04 abril, 2007 03:44  

Enviar um comentário

<< Home